Após duas rodadas de negociação, o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação trouxe novidades para o setor de panificação. O reajuste foi definido junto ao setor patronal, com diferenças para quem se enquadra no REPIS (Regime Especial de Piso Salarial). Para quem se enquadra nesse regime ficou definido o piso de R$1.301,00. Para padeiros e confeiteiros o valor de R$1.673,00 e os demais a aplicação do INPC do período, de 3,28%. No ticket alimentação o reajuste foi de 13,15%, passando para R$ 86,00. Para quem não se enquadra no REPIS o reajuste foi de 5%, sendo que o piso ficou acordado em R$1518,00, com o valor de R$1.925,00 para padeiros e confeiteiros e o auxílio de alimentação em R$150,00. O presidente do Sindicato, Tiago Gonçalves, informou que a empresa que tiver dúvidas sobre o REPIS deve entrar em contato com o Sindipan ou com o Sindicato dos Trabalhadores. “Os valores são referentes a setembro e podem ser aplicados já no próximo salário. A diferença nos salários reajustados pode ser paga em duas vezes. O PLR é de 40% do piso normativo e também pode ser pago em duas vezes”, disse.