O presidente do Sindicato da Alimentação de Rio Preto e Região, Tiago Gonçalves Pereira, esteve nesta segunda-feira (11), na sede da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Estado de São Paulo, debatendo ao lado de outros dirigentes sindicais, com os representantes de usinas/destilarias do Estado. Na pauta do encontro a primeira rodada de negociações do setor de usinas de açúcar e a Medida Provisória n° 873, do presidente Jair Bolsonaro. “O Sindicato e as empresas esperam uma decisão concreta sobre essa medida, mas ambos estarão juntos na luta. Entendemos que essa é uma jogada política para quebrar a força do Sindicato e conseguir implantar leis que prejudicam os trabalhadores, como, por exemplo, o contrato pela carteira verde amarela e a aprovação da reforma da previdência”, afirmou Gonçalves.